Sistema de bibliotecas da UFRN
Notícia
UFRN é referência nacional em Repositório Institucional 26/08/2019

Por Hellen Almeida - Agecom UFRN

 

O Setor de Repositórios Digitais da Biblioteca Central Zila Mamede (BCZM) foi convidado pela Comissão Brasileira de Bibliotecas Universitárias (CBBU) para promover uma capacitação em Repositório Institucional (RI). Entre os dias 11 e 13 de setembro, um grupo formado com quatro bibliotecários de três instituições federais participa de uma imersão, que possibilitará a obtenção de conhecimentos sobre toda a rotina de trabalho com o repositório institucional da UFRN.

 

As instituições federais que vão participar da imersão são a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade Federal do Semi-Árido (UFERSA) e Universidade Federal de Alagoas (UFAL), sendo que esta última enviará dois profissionais para participar da capacitação. A prática vai acontecer em dois turnos, manhã e tarde, na UFRN. A programação para estes três dias inclui a apresentação do Sistema de Bibliotecas da universidade, da BCZM e do Setor de Repositórios Digitais, com maior aprofundamento sobre o Repositório Institucional. 

 

"Vamos apresentar todo o funcionamento do setor. Como é feita a alimentação, a validação, o fluxo de importação dos dados do Sigaa para o repositório institucional", destacou a bibliotecária Clediane Guedes, chefe pelo setor de Repositórios Digitais. O RI é uma plataforma digital para reunir a produção intelectual da UFRN. Contém artigos publicados em revista, artigos publicados em eventos, livros, capítulos de livros, dissertações, teses, e hoje contempla toda a produção da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD). Todos os repositórios são de acesso aberto, basta clicar neste link.

 

Clediane ressalta que o momento será uma prática imersa na rotina de trabalho. "Não se trata de uma capacitação em laboratório, que também promovemos, mas sim uma capacitação em nosso fazer. Os participantes vão acompanhar nossa rotina de trabalho em repositório institucional".

 

Segundo ela, é a primeira vez que acontece o programa de imersão da CBBU, possibilitando que bibliotecários de outras instituições venham participar dessa capacitação em repositório na UFRN. "Já fomos convidados por algumas instituições para apresentar nossos trabalhos, nossa experiência prática. O repositório da Universidade Federal do Ceará (UFC) recebeu treinamento promovido pela UFRN quando estava sendo implementado", revela. Chegou a vez, disse ela, de eles participarem do dia a dia do setor na BCZM, de "apresentarmos na nossa própria casa".

 

O Repositório Digital da UFRN começou a ser implementado em 2010, por meio da resolução 59/2010 do Conselho, Pesquisa e Extensão (Consepe), que instituiu a Política Institucional de Informação Técnico-Científica da UFRN. Desde então, ele vem se destacando pela qualidade dos dados inseridos, pela maneira como o trabalho é realizado e ainda pela forma que acontece a inserção de material no repositório. Atualmente, toda a produção de dissertações e teses feita na UFRN, depois de homologadas pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PPG), é inserida no repositório institucional. Esses dados são extraídos do Sigaa.

 

"A UFRN foi convidada por ser destaque nessa questão de trabalhar com a informação digital, com o repositório institucional. Nós somos reconhecidos em uma cartilha do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) por boas práticas em repositórios. O próprio IBICT dissemina nossa prática, nosso fazer", destaca Clediane Guedes.

 

Essa imersão é uma primeira experiência da CBBU como uma nova forma de capacitar os profissionais que estão hoje nas bibliotecas, oferecendo a oportunidade de conhecerem as melhores práticas e inovações de outras bibliotecas. A princípio, a CBBU convidou 10 instituições para participar dessas imersões, entre elas a UFRN.

 

O acervo do repositório da UFRN possui cerca de 15 mil publicações, entre artigos publicados em revista, artigos publicados em eventos, livros, capítulos de livros, teses e dissertações. O setor de repositórios institucionais da UFRN foi ampliado recentemente, ganhou mais espaço e investe na equipe, composta por nove pessoas, entre servidores e bolsistas.


Voltar