Sistema de bibliotecas da UFRN
Notícia
Repositório auxilia alunos e servidores com deficiência visual na UFRN 22/04/2021

Ana Lourdes Bal sob supervisão de Agecom/UFRN

 

Desde 2014, o Repositório de Informação Acessível (RIA) reúne e dissemina textos acadêmicos adaptados para atender às demandas informacionais de estudantes e servidores com deficiência visual. Os materiais são produzidos no Laboratório de Acessibilidade da Biblioteca Central Zila Mamede (BCZM) e pelo Setor de Musicografia Braille e Apoio à Inclusão da Escola de Música (Sembrain), em parceria com a Secretaria de Inclusão e Acessibilidade da UFRN. 

 

A responsável pelo Repositório, a bibliotecária Margareth Furtado, conta que o setor responde às diretrizes da Política de Inclusão e Acessibilidade para pessoas com Necessidades Específicas na UFRN. "Sua importância é proporcionar a igualdade de oportunidades de acesso à informação acadêmica e a democratização da educação para todos", afirma ela.

 

Os textos, para serem finalizados em diferentes formatos acessíveis, passam por diversas etapas: digitalização (textos impressos); conversão por software; correção textual de acordo com a versão original; descrição de imagens; formatação do texto; e, por fim, conversão para formatos digitais (para leitor de tela), fonte ampliada, Braille e áudio, de acordo com a necessidade do estudante ou servidor. Após esse processo, os arquivos são catalogados e vão para o RIA.

 

O RIA é uma biblioteca virtual que reúne um acervo com arquivos para programas ledores de tela, como NVDA, JAWS, DOS VOX, entre outros. Os discentes e servidores com deficiência visual da UFRN são encaminhados pela Secretaria de Inclusão e Acessibilidade (SIA) ao setor, para cadastramento no RIA, sendo posteriormente liberado o login de acesso. 

 

A pesquisa e visualização dos dados em relação a títulos e conteúdos é aberta à sociedade em geral, porém a área de arquivos e downloads é de uso restrito a pessoas com deficiência visual. Atualmente, há mais de 1.200 materiais adaptados e disponibilizados. Para saber mais, acesse o site.


Voltar